Massagem Expressa

Um dos métodos mais antigos utilizados pelo ser humano no tratamento de doenças é a massagem. Os homens pré-históricos, em movimentos instintivos, aplicavam as mãos em regiões feridas e contundidas em busca de alívio para as dores. Esses movimentos foram se convertendo pouco a pouco em técnicas terapêuticas com efeitos sobre o sistema nervoso, muscular, respiratório e circulatório. Entre as várias opções terapêuticas, a massagem expressa reúne as técnicas orientais do Shiatsu e do Tui-ná e cada vez mais é procurada por pessoas que querem aliviar suas dores e até problemas emocionais, como ansiedade, depressão e estresse.

A massagem expressa foi utilizada pela primeira vez em Nova Iorque há aproximadamente quinze anos. O objetivo era aliviar o estresse e as tensões dos Operadores da Bolsa de Valores de Manhattan no menor tempo possível. Tanto que a cadeira utilizada para a massagem é conhecida como Manhattan Chair. A postura de quem se senta é similar à maneira tradicional de o povo japonês se sentar sobre os pés no tatame. A pessoa fica em posição fetal para receber a massagem, o que possibilita maior relaxamento ao cliente. Além disso, permite que o massoterapeuta trabalhe com mais eficiência os pontos e meridianos da região cervical e dorsal e membros superiores.

Por meio da massagem expressa, é possível prevenir e tratar várias lesões, como tendinite, bursite e epicondilite. Aliviar em até 90% dores acometidas por hérnia de disco (lombar e cervical), ciatalgia provocada por hérnia, lombalgia, cervicalgia (torcicolo), enxaquecas. E levar ao paciente maior consciência corporal.

Desejo um cópia.