Ginecomastia unilateral e bilateral

A Ginecomastia é o termo médico utilizado para definir um aumento das mamas em homens. Isso pode ocorrer devido a alterações hormonais, o que favorecem um crescimento excessivo de glândulas mamárias.
Porém, pode existir o crescimento das mamas apenas por concentração de gordura, o que podemos nomear de uma pseudoginecomastia.
A ginecomastia é benigna, assintomática (embora alguns pacientes possam perceber uma maior sensibilidade ao contato e dor na palpação) e perfeitamente tratável através de uma cirurgia relativamente simples.
Na maior parte dos casos, a cirurgia de ginecomastia é realizada sob anestesia local associado a sedação oral, com duração média de 2h, sendo o paciente liberado logo após o procedimento.
Nos casos de uma pseudoginecomastia (apenas gordura localizada), podem ser feitas cirurgias corretivas para a remoção desse excesso de tecido atrás de uma liposucção.  Uma simples cânulas que aspira o local, deixando uma pequena cicatriz, quase imperceptível.

Área a ser lipoaspirada
Já quando falamos em um aumento anormal do tecido glandular mamário, ou seja, na Ginecomastia Verdadeira, é necessário uma incisão periaureolar para a remoção do tecido glandular.  Mesmo assim, a cicatriz é de ótimo aspecto estético.

Dicas

- Após a cirurgia, o paciente deve fazer uso de uma cinta compressiva por 30 dias para diminuição de edema, ajudar na aderência da pele e promover a modelagem da nova área.
- Para aqueles que gostam de academias ou atividades físicas, após 15 dias é possível reiiniciar suas atividades.
- Para uma melhor cicatrização, deve-se ingerir bastante água, ter uma alimentação rica em proteínas e evitar expor a cicatriz ao sol pelo menos por 90 dias.

 

Desejo um cópia.